13.9.10

Amanhã tem mais

O lançamento do Modelos vivos ultrapassou as minhas melhores expectativas, levando até o Café com Letras uma enormidade de gente de astral MUITO alto, como o designer gráfico Flávio Vignoli, com quem tricotei um pouco sobre a Coleção Elixir, parceria nossa, que em breve reaparecerá com novos títulos.

Sobre o lançamento em si darei detalhes outra hora, porque ainda tenho muito o que fazer com relação à festa de amanhã, quando abro a mostra de poemas visuais extraídos do livro e apresento uma versão “aditivada” do Música para modelos vivos movidos a moedas, junto com o violonista Alvimar Liberato.

Além do repertório de peças sonoras já mostradas recentemente em São João Del Rei e em Itajaí, resolvi incluir no roteiro as canções que compus nos últimos meses – as líricas de algumas delas podem ser lidas no novo livro –, entremeadas a trabalhos de outras épocas: tem samba, baião, samba-canção, balada com acento jazzístico e o escambau. Em tempo: terei dois convidados especialíssimos na apresentação/festa de amanhã, meu 50º 14 de setembro.

3 comentários:

Anônimo disse...

Um post sobre luto
Outro sobre parto
e 4 sobre o livro.
Feliz aniversário
de 50 anos.
Vinicius.

Cândido Rolim disse...

Ricardo, de boas guerras, felicidade muita e que continues atritando com poesia o marasmo geral. abração.
Cândido.
nota: "estou adquirindo" teu livro através dos canais.

Marcelo Kraiser disse...

Uma publicação belíssima,raros poemas.