30.1.10

À MEIA NOITE COM GLAUBER, de Ivan Cardoso

um delírio helioglauberiano

Nenhum comentário: