27.4.10

Um poema para minha mãe


PS: Hoje a Dona Íris completaria 92 anos. O poema acima integra o livro Modelos vivos, que agora já tem editora (a Crisálida, do Oséias Ferraz, grande sujeito aqui de Belo Horizonte), data e local de lançamento (18 de julho, em São João del Rey, abrindo a programação da área de literatura do Inverno Cultural). Vida que segue.


5 comentários:

rita brant disse...

Deus salve os olhares sobre a Íris.
Bjs da Rita

Anônimo disse...

Ricardo lindo poema. me emocinei. abr. Vinicius.

Luiz Carlos Garrocho disse...

Maravilhoso!

Abraços

Priscila Lopes disse...

Lindo, Ricardo. Sou espectadora do teu trabalho, adoro tuas experiências.

Pra você ver, "conheço" você há alguns anos, e não conhecia a Lygia Pape!!!

paranax disse...

Iemãejá