4.9.08

UM PEDIDO



Américo Basílio de Britto
(Nova Lima, 27/02/1911 
Belo Horizonte, 04/09/2008)


Cantem uma cantiga bonita
por Américo, meu Pai,
que ontem, ao anoitecer,
tomou o rumo das estrelas,
no colo de Oxalá.

11 comentários:

Cândido Rolim disse...

Ricardo,
transe cabuloso esse de viver
e não

tristeza muita

cantarei também
para que tenhas mais
força

abraço em toda a família
Cândido Rolim.

marcelo sahea disse...

Força, querido amigo. Estou cantando aqui também. Abraços

chico de paula disse...

ricardo, cada vez tenho mais certeza de que pra morte não é necessário consolo. A morte é uma vitória que poucos sabemos aceitar/regozijar. sei que vc tá aproveitando o momento como ele pode ser aproveitado.

nessa vitória de seu pai, mando por aqui outro abraço. a cantiga foi por lá.

abraço grande pra família e pras meninas-netas de seu pai, duas lindas criaturas, cada vez mais fortes e senhoras de si.

Estúdio Realidade disse...

ricardo,
meus pêsames e força para você neste momento. perdi meu pai há pouco tempo e sei o que você está passando. mas, lembre-se, os nossos pais continuam na gente,
abraço
rodrigo

olhoju disse...

NÃO HÁ TRISTEZA EM TORNAR-SE ESTRELA.
Quando descemos a terra para nos tornamos orixás, nos esquecemos do que é brilhar,da delícia de irradiar nossa luz, nosso melhor em todas as direções.Sim quando nos tornamos humanos, nós nos esquecemos,é uma lei! Mas após a passagem desta pequena infancia que é a vida, retornamos ao seio do Orum,Desejo que Americo tenha retornado em paz consigo. Que Ologum o protege,Que Obaluaiê o acolha e o cure das tolas mazelas humanas, para que o raio dos braços de Obá-sio elevem o brilho de seu olhar ao arco perfeito de nossa íris. Ricardo, seu pai, seu irmão, seu amigo que te acolheu em celulas e te abriu a porta pra este mundo...agora, de lá do W´olo, te aguarda sorridente.

olhoju disse...

_Eu não conheci Seu Américo!
_ Como não rapaz!
_Tô ter falano.
_ Conheceu sim!No sorriso do Ricardo,minino dele!!!
_ Ah!...é mesmo!

Anônimo disse...

Abraço, me'irmão, Pais se vão e ficam, tudo q é intenso e nos vibra vira (já é) estrela, de dentro nos guia.
Kaq

João Rasteiro disse...

"Ó Aleixo, no coração de um seixo
eu canto: negro e branco sem fel
e os anjos:Gabriel, Miguel e Rafael
aguardam Américo com o pote de mel
na planície que perdura e não deixo".
JOÃO RASTEIRO
.
Um grande abraço de Coimbra.

paulo de toledo disse...

paz pra ti e pra família.
um grande abraço

Ricardo Aleixo disse...

Queridos Cândido, Marcelo, Chico, Rodigo, Benja, Kaq, João, Paulo & tod@s @s que entoaram suas belas cantigas em louvor de Américo, recebam, em retribuição, o melhor dos meus pensamentos, com amizade sempre!

rita brant disse...

Ricardo
É um sentimento muito grande
retraçar o próprio chão.
Quem antes te acolhia,
agora é tua estrela-guia.
Abraço carinhoso
Rita brant